Socorro News

Febre Amararela: Começa hoje (30/03) Agendamento para a Vacina

Agendamento começa na quinta-feira (30/03), no Ginásio de Esportes, ao lado do Centro de Saúde

Atendendo a recomendação da Secretaria Estadual de Saúde, a Prefeitura de Socorro vai iniciar na quinta-feira (30/03), o agendamento da população para vacinação contra febre amarela. O agendamento presencial acontecerá no Ginásio de Esportes (Rua Dr. Hallim Feres, nº 340), ao lado do Centro de Saúde, de segunda a sexta, das 9h às 16h. As pessoas que preferirem fazer o agendamento pelo telefone, deverão ligar para (19) 3895-5165, no mesmo horário.

A partir do agendamento, será possível realizar uma triagem baseada nas orientações da Secretaria Estadual de Saúde. As primeiras doses devem atender aos moradores da zona rural.

Existe a possibilidade da realização de uma força tarefa para vacinação dos moradores da zona rural em suas casas. Para os moradores da zona urbana, a vacinação só será realizada mediante agendamento.

A triagem também vai permitir verificar se a pessoa já foi vacinada antes contra a febre amarela, afinal, duas doses tomadas, com um intervalo de pelo menos dez anos, garantem a proteção por toda a vida. Além de prevenir e orientar a vacinação de grupos com restrições como idosos acima de sessenta anos, crianças menores de nove meses, gestantes, mães amamentando bebês de até seis meses, imunodeprimidos, intolerantes a ovos e pessoas submetidas a tratamentos de quimioterapia e radioterapia. A vacinação de maiores de sessenta anos só acontece com recomendação médica.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que, nos últimos meses, foram vacinadas em média cem pessoas por semana, principalmente aquelas que viajaram para locais de risco. “À medida que as doses da vacina foram enviadas para o município, a população foi vacinada. ” – explica o secretário de Saúde Ricardo Lopes.

Após a detecção de um macaco morto, infectado por febre amarela, no Bairro do Serrote na última semana, a Secretaria de Saúde de Socorro necessita da determinação do Estado para a adoção do protocolo de atendimento para a doença.

Até o presente momento, a Prefeitura de Socorro ainda não foi notificada oficialmente sobre a causa da morte do macaco.
Parte dos profissionais de Saúde do município já foram vacinados, antes mesmo do macaco ser encontrado. Agora, os demais serão vacinados para poderem colaborar no atendimento, caso o novo protocolo seja adotado no município.

Havendo a mudança no protocolo, a expectativa é que aumente a quantidade de doses enviadas para a vacinação da população.

Vale lembrar que a doença, manifestada através da morte de macacos, encontra-se em seu estado silvestre, ou seja, é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes, presentes nas regiões de mata. A equipe da Vigilância em Saúde intensificou seus mutirões, inclusive aos finais de semana, para combater possíveis criadouros destes mosquitos, principalmente nas proximidades de onde foi encontrado o macaco. Os macacos, mesmo que infectados, não transmitem a doença, pelo contrário, eles alertam sobre a presença do vírus naquela área, possibilitando seu combate. Portanto, não se deve matar os macacos, o que configura crime ambiental.

Na zona urbana, a transmissão da febre amarela se dá pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue, zika e chikungunya. Desde 1942, o Brasil não registra um caso de febre amarela urbana.

A ação preventiva da Vigilância em Saúde de Socorro, em combate ao Aedes aegypti, tem sido incessante nos últimos anos, conforme demonstram os baixíssimos níveis registrados na cidade de contração das doenças transmitidas pelo mosquito.

Para a visitação da zona rural de Socorro, recomenda-se o uso de repelente. E na zona urbana, deve ser redobrada a atenção no combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, evitando deixar água parada e acúmulo de lixo. Receba bem os agentes de saúde da Prefeitura, identificados com crachás e coletes, e colabore no combate ao mosquito Aedes aegypti.