Socorro News

Representantes do Fundo Social de Solidariedade de Socorro estiveram com a primeira dama do Estado de SP

Periodicamente Lu Alckmin convoca as primeiras damas dos municípios do Estado de São Paulo ou suas representantes, com a finalidade informar e reciclar atividades, apresentando novidades como sugestão para que os municípios possam executar, incluindo nas suas ações no foco da solidariedade.

Atendendo sua última convocação, Sonia Regina Russo Teves e Márcia Regina de Assis, estiveram no Palácio das B andeiras, na terça-feira (31) de janeiro, e juntamente com outras representantes de 34 cidades, participaram do encontro com a primeira dama do governo.

Lu Alckmin vem promovendo várias reuniões, cada uma com 35 municípios, diferentemente de outras oportunidades em que todos os municípios do Estado participavam. Disse ela justificando essa medida, que passar as informações necessárias do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo aos municípios por etapas, se torna mais produtivo.

De acordo com as representantes de Socorro, Lu Alcmin mais um a vez surpreendeu a todos com a forma carinhosa ao recebê-las, muito receptiva, conversando com todas no direcionamento geral do que ela buscava e pessoalmente com cada uma ao término de sua explanação.

Mais uma vez a primeira dama do Estado incentivou os municípios nas suas ações através dos Fundos de Solidariedade. Pediu que cada um procure ampliar os horizontes do que é determinado no seu trabalho diário.

Lu Alckmin pediu empenho ainda maior aos municípios que já executam projetos de Qualificação Profissional e incentivou sobremaneira, aqueles que ainda não o fazem, inclusive deixando claro que o governo do Estado estará colaborando com equipamentos que se fizerem necessários.

A execução da Escola de Qualificação Profissional solicitada por ela é um programa de desenvolvimento dos cursos de Padaria Artesanal. “O sucesso desse projeto mostrou que a qualificação traz resultados rápidos, sem grandes investimentos e com benefícios à população de baixa renda”, disse a primeira dama.

A Padaria Artesanal foi implantada em junho de 2001. Seu objetivo é formar agentes multiplicadores por meio da capacitação de pessoas que, ao voltarem para suas comunidades, terão o compromisso, no pós-curso, de transmitir os conhecimentos e habilidades adquiridas a outras pessoas.

Em paralelo o programa segue com  a Escola de Moda, oferecendo cursos de Corte e Costura, Modelagem, Bordado em linha, Bordado em Pedraria, Crochê e Confecção de Caixas; e a  Escola de Construção Civil com os cursos de Assentador de Pisos e Azulejos e Pedreiro.

Otávio de Assis
Imprensa Prefeitura